Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/01/20 às 14h06 - Atualizado em 31/01/20 às 17h30

DF Legal inicia operação Calçada Livre no Itapoã

A Secretaria DF Legal acaba de lançar a operação Calçada Livre, com o objetivo de liberar áreas de circulação de pedestres. As ações serão de orientação e conscientização com lojistas que ocupam área pública com mercadorias. Itapoã foi a primeira cidade de 2020 a receber a operação, na quarta-feira.    

Na primeira etapa da ação – que consiste em distribuição de cartilhas educativas aos comerciantes – os lojistas foram orientados a desocupar as calçadas para a circulação dos pedestres.

O comércio estabelecido do Itapoã é bastante expressivo. São quase 1 mil estabelecimentos comerciais espalhados entre avenidas centrais, transversais e quadras residenciais. Os auditores da Secretaria darão prioridade às avenidas principais, pelo incômodo causado aos pedestres e, na próxima fase, às avenidas entre quadras residenciais.

 

Saiba mais
A operação é composta por três etapas: orientação; orientação e repressão e, por último, multa e apreensão de mercadorias daqueles que insistem em ocupar área pública.

 

A ação consiste na entrega de uma cartilha explicativa, bem como no diálogo direto com lojistas com o objetivo de orientar quanto à utilização do espaço referente a cada estabelecimento.

 

A exposição de mercadorias nas calçadas atrapalha a passagem de pedestres e a acessibilidade de pessoas com deficiência. Os comerciantes que insistirem em utilizar calçadas podem ter as mercadorias apreendidas e ser multados de acordo com o valor da tabela de preço público, acrescido de 1,5%.

 

Próximas cidades a receber a operação

Planaltina

Sobradinho

Recanto das Emas

Núcleo Bandeirante

Samambaia

Ceilândia

A Secretaria DF Legal acaba de lançar a operação Calçada Livre, com o objetivo de liberar áreas de circulação de pedestres. As ações serão de orientação e conscientização com lojistas que ocupam área pública com mercadorias. Itapoã foi a primeira cidade de 2020 a receber a operação, na quarta-feira.    

 

Na primeira etapa da ação – que consiste em distribuição de cartilhas educativas aos comerciantes – os lojistas foram orientados a desocupar as calçadas para a circulação dos pedestres.

O comércio estabelecido do Itapoã é bastante expressivo. São quase 1 mil estabelecimentos comerciais espalhados entre avenidas centrais, transversais e quadras residenciais. Os auditores da Secretaria darão prioridade às avenidas principais, pelo incômodo causado aos pedestres e, na próxima fase, às avenidas entre quadras residenciais.

 

Saiba mais
A operação é composta por três etapas: orientação; orientação e repressão e, por último, multa e apreensão de mercadorias daqueles que insistem em ocupar área pública.

 

A ação consiste na entrega de uma cartilha explicativa, bem como no diálogo direto com lojistas com o objetivo de orientar quanto à utilização do espaço referente a cada estabelecimento.

 

A exposição de mercadorias nas calçadas atrapalha a passagem de pedestres e a acessibilidade de pessoas com deficiência. Os comerciantes que insistirem em utilizar calçadas podem ter as mercadorias apreendidas e ser multados de acordo com o valor da tabela de preço público, acrescido de 1,5%.

 

Próximas cidades a receber a operação

Planaltina

Sobradinho

Recanto das Emas

Núcleo Bandeirante

Samambaia

Ceilândia

Secretaria de Estado de Proteção da Ordem Urbanística do Distrito Federal - Governo de Brasília

DF LEGAL

SIA trecho 3 Lotes 1545 e 1555 CEP:71.200-039 Telefone: (61) 3961-5125/5126 - Ouvidoria: 162 (denúncias)